pombosPombos

Os pombos chegaram ao Brasil no século XVI e se adaptaram muito bem aos centros urbanos. São aves mansas e por sua imagem estar relacionada à paz e à religião, algumas pessoas as alimentam. Como consequência da grande oferta de alimento, água e abrigo, bem como a ausência de inimigos naturais como o gavião, a população de pombos vem crescendo de maneira acelerada e trazendo transtornos às cidades e à saúde pública. Os pombos têm preferência por grãos e sementes, mas por não serem muito exigentes, se alimentam também de restos de refeição, pão e em alguns casos até lixo. Como a oferta de alimento é grande, elas deixam de buscar na natureza seu próprio alimento e em muitos casos, as aves se contaminam ao ingerir pães velhos contaminados por bactérias e fungos. Portanto, apesar de todo o carinho e respeito às aves, é preciso deixar de alimentá-las gradualmente, para que haja uma melhor readaptação das aves ao meio ambiente.

Importância para a Saúde
Transmitem doenças como Criptococose, Histoplasmose, Ornitose ou Psitacose, Salmonelose e Dermatites. Algumas doenças são transmitidas através da ingestão de alimentos contaminados ou da inalação de poeira contendo fezes de pombos contaminadas por agentes etiológicos.

Prejuízos Econômicos
Além dos problemas de saúde que os pombos podem provocar, eles também causam inúmeros prejuízos: danificam pinturas, superfícies metálicas de veículos, fachadas e monumentos, pois suas fezes são muito ácidas. Podem ainda provocar contaminação da água e de alimentos, entupimento de calhas e apodrecimento de forros de madeira, por causa do acúmulo de ninhos e fezes.

Entre em contato e solicite um orçamento

Clique aqui