Ratos

Os roedores são adaptados para viver nas diversas regiões climáticas do mundo. Algumas espécies adaptaram-se melhor às condições ambientais criadas pelo homem, tornando-se roedores sinantrópicos comensais. Esta relação sinantrópica em conjunto com o aumento do processo de urbanização acarreta problemas de disposição de resíduos sólidos, drenagem inadequada de águas pluviais, deficiência no saneamento básico, criando condições ideais para a proliferação e instalação dos roedores entre nós. São onívoros, ou seja, alimentam-se de praticamente qualquer tipo de comida, dependendo da fonte de alimentos que disponham. Entretanto, preferem cereais (grãos), frutas, vegetais, queijos, carnes e peixes. Existem 3 espécies de maior importância no Brasil: Rattus rattus, Rattus norvegicus e Mus musculus.

Prejuízos Econômicos
Os roedores causam grandes prejuízos econômicos ao homem principalmente na área de alimentos de consumo humano e animal. Atacam culturas, plantios e produtos armazenados. As perdas podem ser maiores se considerarmos a contaminação de sacarias e alimentos em geral pelas fezes, urina e roeduras. Ao transitarem podem contaminar equipamentos, embalagens e outros materiais, e causarem danos a equipamentos e materiais diversos, devidos às roeduras.

Importância para a saúde
Além de todos os prejuízos econômicos, a presença de roedores em nosso meio pode transmitir diversas doenças ao homem e a outros animais. Os roedores são responsáveis pela transmissão de inúmeras doenças ao homem. A Organização Mundial da Saúde já catalogou cerca de 200 doenças transmissíveis, destacando-se a leptospirose, tifo, peste bubônica, febre hemorrágica, salmonelose, nefrite epidêmica, sarnas, micoses, helmintíases, entre outras.

rato-de-telhado Rato de Telhado
Rattus rattus – conhecido como rato-preto, rato-de-telhado, rato-de-forro.
Vivem em sótãos, forros das casas, arbustos, sacarias, frestas de muros, armazéns, porões de navios e nas áreas portuárias. Junto aos muros e madeiramento do telhado encontramos fezes e manchas de gordura causadas pelo atrito do corpo nestes locais. O adulto possui corpo esguio com 38 cm de comprimento em média, podendo pesar de 80 a 300 gramas. Pelagem delicada e dorso preto ou cinza, orelhas e olhos grandes e salientes em relação à cabeça. As patas possuem calos estriados e sem membranas interdigitais. A cauda é fina em chicote com poucos pêlos medindo 19 a 25 cm. Suas fezes são finas e terminadas em pontas afiladas.

Ratazana
Rattus norvegicus – conhecido como ratazana, gabiru, rato-de-esgoto. ratazana
Esta espécie é frequentemente encontrada em beira de córregos e rios, terrenos abandonados, jardins sem manutenção adequada, rede de esgoto e galerias fluviais, depósitos de lixo e entulhos diversos. O adulto possui corpo robusto com 45 cm de comprimento em média, podendo pesar de 120 a 500 gramas. Pêlos ásperos, orelhas pequenas e arredondadas, olhos de tamanho pequeno em relação ao resto da cabeça. As patas possuem calos lisos e membranas interdigitais. A cauda é grossa e peluda medindo 15 a 21 cm. Suas fezes são arredondadas e grossas.

Camundongocamundongo
Mus musculus – conhecido como camundongo, catita, rato-caseiro.
Vivem geralmente no interior de residências. Realizam seus ninhos em guarda-roupas, frestas de rodapés, móveis, eletrodomésticos, onde notamos a presença de pêlos, restos de alimentos, fiapos de pano, papel e outros detritos. O adulto possui corpo delgado com 18 cm de comprimento em média, podendo pesar em torno de 10 a 21 gramas. Com pelagem delicada e sedosa, orelhas grandes e salientes em relação a cabeça afilada, olhos pretos e salientes de tamanho pequeno. As patas são escuras e sem membranas interdigitais. A cauda é fina e sem pêlos medindo 8 a 10 cm. Fezes iguais às do rato de telhado, porém pequenas.

Curiosidades
-Nos grandes centros urbanos brasileiros existe 15 ratos/habitante, sendo a média nacional de 8;
– Se acasalarmos 1 casal de ratos em janeiro, em dezembro teremos 180 mil descendentes;
– 30% dos incêndios em instalações industriais e comerciais de causas não definidas, são atribuídos aos roedores.

Entre em contato e solicite um orçamento

Clique aqui